30 de jul de 2011

MARCHA DO RAUL 2011 - Você será capaz de modificar o Mundo!!! Basta você tentar!!

"... O Universo é apenas um ponto no infinito..."

                                          poeta Manoel Hélio.



Quem convoca é Gente da Gente!
Então se liga :
Como sempre desde 1990 no dia 21 de agosto de 2011 (Domingo),
concentração a partir das 12 h em frente do Teatro Municipal de São Paulo,
 Praça João Mendes; saída da passeata em direção à Praça da Sé, às 18 h.

Quer dizer, traga tua paz e ae tem festa antes, durante e depois...até Lá!

Venâncio Rock and Roll!!

21 de abr de 2011

"Desiderata- do Latin Desideratu: Aquilo que se deseja, aspiração""Encontrado na velha igreja de Saint Paul,Baltimore,Datado de 1692" "Para mudar o Resultado é nescessário mudar o Processo."

DESIDERATA:


Vá placidamente por entre o barulho e a pressa e lembre-se da paz que pode haver no silêncio.

Tanto quanto possível, sem capitular, esteja de bem com todas as pessoas.

Fale a sua verdade calma e claramente; e escute os outros, mesmo os estúpidos e os ignorantes; também eles tem a sua história.

Evite pessoas barulhentas e agressivas.Elas são tormento para o espírito.

Se você se comparar a outros, pode-se tornar-se vaidoso e amargo; porque sempre haverá pessoas superiores e inferiores a você.

Desfrute suas conquistas assim como seus planos.

Mantenha-se interessado em sua própria carreira, mesmo que humilde;é o que realmente se possui na sorte inserta dos tempos.

Exercite a caute-la nos negócios porque o mundo é cheio de artifícios.

Mas não deixe que isto o torne cego a virtude que existe; muitas pessoas lutam por autos ideais; e por toda parte avida é cheia de heroísmo.

Seja você mesmo.

Principalmente não finja afeição, nem seja cínico sobre o amor; porque em face de toda aridez e desencantamento ele é perene como a grama.

Aceite gentimente o conselho dos anos, renunciando com benevolência às coisas da juventude.

Cultive a força do espírito para proteger-se num infortunio inesperado.Mas não se desgaste com temores imaginários.

Muitos medos nascem da fadiga e da solidão.Acima de uma benéfica disciplina, seja bondoso com sigo mesmo.

Você é filho do Universo,não menos que as árvores e as estrelas.

Você tem direito de estar aqui.

E,quer seja claro ou não para você, sem dúvida o universo se desenro-la como deveria.

Portanto esteja em paz com Deus, qualquer que seja a sua forma de consebe-lo, e, seja qual for a sua lida e suas aspirações, na barulhenta confusão da vida, mantenha-se em paz com a sua alma.

Com todos os enganos, penas e sonhos desfeitos, este ainda é um mundo maravilhoso.

Esteja atento.


"Desiderata- do Latin Desideratu: Aquilo que se deseja, aspiração""Encontrado na velha igreja de Saint Paul,Baltimore,Datado de 1692"

Absorvido de materiais didáticos do professor Sergio José Schirato.

"Para mudar o Resultado é nescessário mudar o Processo."


Origem da postagem:
http://cantinadorock.blogspot.com/2007/05/desiderata-v-placidamente-por-entre-o.html

é o que ainda vale!

Cantina Luto - Discografia Lula Cortês!

LUTO-Faleceu o multiartista Lula Côrtes-26/03/2011


Luiz Augusto Martins Côrtes (09 de abril de 1949 - Recife, 26 de março de 2011), mais conhecido como Lula Côrtes foi um cantor, compositor e poeta...enfim. Um Multiartista Brasileiro.
Lula foi um vanguardista ao fundir ritmos regionais nordestinos, linhas de nagô e experimentalismo com o rock and roll.
Quando aconteceu a 1ª Feira Experimental de Música de Nova Jerusalém em novembro de 1972,Lailson conheceu Lula Côrtes e se tornaram amigos imediatamente, muito pelo fato de serem ambos músicos e artistas plásticos. Lula tinha acabado de voltar do Marrocos e trouxera uma cítara popular marroquina, ou tricórdio com escala mixolídium. Começaram a tocar juntos, criando temas e improvisando sobre eles e gravaram tudo num gravador de rolo. Lailson na viola de 12 cordas e Lula no tricórdio.Desse projeto foi "curtido" no início de 1973 o LP Satwa, primeiro disco independente da música brasileira moderna, lançado pelo selo Abracadabra, com a participação do músico que depois ficaria consagrado,Robertinho de Recife. O álbum chegou a ser relançado na década de 2000 nos Estados Unidos pela gravadora Time-Lag Records.CD/LP
Em 1975, lança o raro e cultuado álbum Paêbirú em dupla com Zé Ramalho. Quase todas as cópias deste foram destruídas em uma cheia do Rio Capibaribe,neste mesmo ano, que provocou a inundação da Fábrica de vinil Rozemblit, localizada no bairro Afogados, local onde se encontravam quase todas as cópias deste trabalho, tornando-o muito difícil de ser encontrado.Segundo o próprio Lula Côrtes, durante uma entrevista concedida a Marcelo Prata em 2007, salvaram-se apenas 300 cópias, que ele mesmo levou para sua casa antes da tragédia. O álbum foi relançado (vinil) em 2005 pela gravadora alemã Shadoks Music e em 2008 na Inglaterra pelo selo Mr. Bongo CD/LP
Ainda em 1974 fez parte da banda de Alceu Valença, no ábum Molhado de suor que saiu pela gravadora Som Livre.
Na Rozenblit novamente,foi produtor da obra musical "No sub-reino dos metazoários" do Marconi Notaro, nosso Lula Côrtes além de ser o artista produtor da belíssima capa e do disco em geral,  ainda tocou tricórdio,buzio e gerou efeitos especiais neste exótico disco psicodélico.Em 1976 vem outro trabalho,desta vez com o Flaviola e o bando do sol, sendo ele músico e produtor novamente do disco e da capa. gravou alguns álbuns solo pela gravadora que nunca foram lançados, A mística do dinheiro ainda inédito e o Rosa de Sangue, que em 2009 foi finalmente lançado em formato CD e LP pela gravadora estadunidense Time-Lag Records (Time-Lag 041).Ele participou do 1ª Cantoria da Música Nordestina, festival que ocorreu durante os dias 28-29 e 30 de abril de 1978, no Teatro do Parque em Recife-Pe, defendendo com Dom Tronxo e Rodolfo Aureliano a música Reboliço. Em 1981 finalmente teve um álbum solo lançado, chamado "O Gosto Novo da Vida", pela gravadora Ariola.um trabalho fenomenal, que contou com a participação dentre outros, do Israel Semente,na bateria e do Ivinho na guitarra, ambos Ex-Ave Sangria. Posteriormente vem o Lula Côrtes & Jarbas Mariz - Bom Shankar Bolenath.(Continental-1988) Que para seus realizadores é um trabalho exclusivamente instrumental e guarda o intuito de acordar e realizar o significado da expressão "Bom Shankar Bolenath", pois consideram importante relembrarmos uns aos outros que somos divinos.Esse propósito é o motivo central deste disco consagrado no sentido de alcançar o sagrado através da nossa música mais original.O LP tem a participação especial de: Paulo Ricardo (RPM), Alberto Marsicano, e Oswaldinho do Acordeon.
Nos anos 90, Lula conheceu a banda do guitarrista Xandinho, ‘Má Companhia’, que tocava covers de clássicos do rock setentista, e juntos lançaram um disco em 1995. Em 1997 produziram "A Vida Não é Sopa", gravado ao vivo e lançado com prensagem limitadíssima bem depois. Fica ai o resultado da união de grandes expoentes do rock pernambucano, Xandinho com a banda ‘Má Companhia’ e Lula Côrtes, dono de uma discografia cheia de álbuns antológicos.
Ultimamente estava empenhado na gravação do disco Tarja preta.Um cd triplo o qual definiu como " um tratado sociológico sobre atual siuação da juventude", divido em três comprimidos( discos) a base da substância ativa Lula Côrtex
Côrtes também não deixou de fazer algumas colaborações com Zé Ramalho em outros álbuns, incluindo o disco de estreia do cantor de 1978 onde Lula toca tricórdio nas canções Voa voa e Noite preta, o De gosto de água de amigos,lançado em 1985 o qual a música título do disco é de sua autoria e o Cidades e lendas de 1996.
Também publicou livros de poesia:
-O Lobo e a Lagoa, Editora Bagaço.
Edição artística limitada. Song book, capa dura.
Trata-se de um conto de fadas para adultos, narrado pelo próprio Lula Côrtes em CD com efeitos especiais.
Ilustração do artista, e arte gráfica e programação visual de Patrícia Lima.
-Bom era meu irmão.Ele morreu,eu não.
-Livro das transformações
e outros...
Nas artes plásticas era um gênio, produziu uma acervo de obras renomáveis, Sexo das plantas foi uma das mais conhecidas séries de quadros por ele desenvolvidas.
No ano passado, Lula Côrtes expôs uma coleção de 35 pinturas que retratavam o patrimônio histórico da cidade de Jaboatão dos Guararapes. A mostra, intitulada “Fragmentos do Jaboatão dos Guararapes”, era baseada nas suas andanças por diversos locais do município, e retratava a vida, o cotidiano, o patrimônio material e imaterial na cidade em que morava.
O velório aconteceu às 11h deste sábado na Câmara dos Vereadores de Jaboatão dos Guararapes, que fica no bairro de Prazeres. Já o enterro foi realizado às 16h no Cemitério da Muribeca, situado em Jaboatão.


VALEU MESTRE DA PSICODELIA!

 Discografia



1973 Satwa (& Lailson)

1. Satwa
2. Can I be Satwa
3. Alegro piradíssimo
4. Lia, a rainha da noite
5. Apacidonata
6. Amigo
7. Atom
8. Blue do cachorro muito louco
9. Valsa dos cogumelos
10. Alegria do povo

Abaixar

1975 Paêbiru (& Zé Ramalho)
1. Trilha de Sumé (Culto à terra/ Bailado das muscarias)
2. Harpa dos ares
3. Não existe molhado igual ao pranto
4. Omm
5. Raga dos raios
6. Nas paredes de pedra encantada, os segredos talhados por Sumé
7. Marácas de fogo
8. Louvação a Iemanjá
9. Beira Mar
11. Pedra templo animal
12. Sumé

Abaixar

1980 Rosa de Sangue

1. Lua viva
2. Balada da calma
3. Casaco de pedras
4. Nordeste oriental
5. Bahjan, oração para Shiva
6. São tantas as trilhas
7. Noite prêta
8. Dos inimigos
9. A pisada é essa
10. Rosa de sangue

Abaixar

1981 O Gosto Novo da Vida

1. Desengano
2. Dos inimigos
3. Lua viva
4. São várias as trilhas
5. Patativa
6. Canção da chegada
7. Quadrilha atômica
8. Brilhos e mistérios
9. Gira a cabeça
10. O morcego

Abaixar

1988 Bom Shankar Bolenajh (& Jarbas Maris)

1. Balada para quem nunca morre
2. Orvalho na paisagem
3. Shotsy (Síntese do oriente e ocidente)
4. Valeu a pena
5. Forró pro mundo inteiro
6. Eu tentei
7. Maracatu pesado
8. Inverno I e II
9. Tema para Christina

Abaixar

1995 Lula Côrtes & Má Companhia

1. Reduzido à pó
2. A tirana
3. Meus caros amigos
4. As estradas
5. Nasci para chorar
6. Balada do tempo perdido
7. A força da canção
8. Rock do segurança
9. Os piratas
10. O homem e o mar

Abaixar

1997 A Vida Não é Sopa (& Má Companhia)

1. Eu fiz pior
2. Versos perversos
3. A seca
4. Israel
5. O balada cavernosa
6. O clone
7. O indiozinho
8. Tá faltando ar
9. Qualquer merda
10. Pense e dance

Abaixar


Origem dos Documentos:
http://ounaoounao.blogspot.com/2011/03/luto-faleceu-o-multiartista-lula-cortes.html

Beleza!

27 de mar de 2011

Cantina Luto-Partiu Lula Cortês cantor, compositor e poeta Brasileiro!!!!!!!!!!!!!

Morreu na madrugada deste sábado, o cantor, compositor e poeta pernambucano Lula Côrtes. Ele estava internado no hospital Barão de Lucena, no Cordeiro, Zona Oeste do Recife e faleceu em decorrência de um câncer com o qual lutava.
Amigos próximos ao músico reportaram que houve uma metástase do câncer, o que pode ter causado a morte. Côrtes foi um dos primeiros artistas a fundir ritmos tradicionais e rock.


Ele também é muito lembrado pelo raro e cultuado álbum Paêbirú, feito em parceria com Zé Ramalho, em 1975. Atualmente atuava como gerente de cultura de Jaboatão dos Guararapes.
O velório está sendo realizado na Câmara Municipal de Jaboatão. O enterro será, às 16h, no Cemitério de Jaboatão Velho.

Origem dos documentos:
http://ne10.uol.com.br/canal/cultura/noticia/2011/03/26/morre-o-musico-pernambucano-lula-cortes-263154.php

Sem duvida a noticia mais triste publicada aqui....silencio aqui em casa....!
Abraço Lula Cortes!

12 de fev de 2011

Pensamentos atribuídos ao Dalai Lama, e comentados por Marcial Salaverry!

Pensamentos atribuídos ao Dalai Lama, e comentados por Marcial Salaverry


Dê às pessoas mais do que elas esperam e o faça com alegria.

Devemos sempre procurar corresponder às expectativas que nossos entes queridos tem a nosso respeito.



Decore o seu poema favorito.

Não somente o poema, mas também tudo aquilo que se refere àqueles que nos são caros.





Não acredite em tudo o que você ouve, use tudo o que você tem e durma o tanto que você queira.

Interpreto esta pensamento desta maneira: Devemos usar nosso livre arbítrio...





Quando disser "Eu te amo", seja verdadeiro.

Devemos SEMPRE ser sinceros, e não apenas no amor...





Quando disser "Sinto muito", olhe as pessoas nos olhos.

Um pedido de desculpas nunca pode ser superficial. Tem que vir de dentro, para mostrar que realmente "Sentimos muito"...





Fique noivo pelo menos 6 meses antes de se casar.

Nos tempos atuais, é um pouco difícil seguir esta idéia. Interpreto como uma sugestão de refletirmos bastante antes de tomar uma decisão séria.





Acredite em amor a primeira vista.

E à primeira leitura também. Temos sempre que confiar em nossa primeira impressão. É aquela que produz maior impacto, e que pode determinar muita coisa...





Nunca ria dos sonhos de outras pessoas.

Claro, por mais absurda que uma idéia, um sonho que alguém tenha, nos pareça ser, nunca devemos menosprezá-la. Não devemos frustar as esperanças de outrem de uma maneira grosseira. Às vezes é toda uma esperança de vida... Devemos sempre respeitar o direito das pessoas de sonhar...



Ame profundamente e com paixão. Você pode se machucar, mas é a única maneira de viver a vida completamente.

Não apenas no que diz respeito ao amor por uma pessoa, mas também no que diz respeito à vida profissional. Devemos procurar nosso caminho, e segui-lo com determinação. As coisas devem ser feitas com paixão, com interesse e dedicação.





Fale devagar, mas pense com rapidez

Ou seja, sempre é bom pensar no que dizer, para não falar besteiras...


Quando alguém perguntar algo que você não quer responder, sorria e pergunte "Porque você quer saber?".

Conselho muito útil que vem sendo seguido à risca por todos aqueles que tem que depor nas CPI's. Ou então: "Não me lembro...". Bela sugestão...


Lembre-se de que grandes amores e grandes conquistas envolvem riscos.

Quer dizer que nunca poderemos esperar que as coisas nos venham de "mão beijada".



Temos que lutar para conseguir chegar a nossos objetivos, e temos que nos preparar para os tombos que eventualmente ocorrerem...

Quando eventualmente tivermos que encarar fracassos, temos que saber aceitá-los.



Temos que lutar para conseguir chegar a nossos objetivos, e temos que nos preparar para os tombos que eventualmente ocorrerem...

Quando eventualmente tivermos que encarar fracassos, temos que saber aceitá-los.





Quando você se der conta de que cometeu um erro, tome providências imediatas para corrigi-lo.

Isto parece óbvio, se bem que tem muita gente que vê que está errado, mas não quer dar o braço a torcer e insiste no erro, com as conseqüências óbvias que a teimosia acarreta...





Quando você perder, não perca a lição.

Claro, se algo que fazemos não dá certo, manda o bom senso que vejamos bem qual foi nosso erro, para não repeti-lo. Teimosia nunca resolve nada...





Lembre-se dos três "erres": Respeito por si próprio, Respeito ao próximo e Responsabilidade pelas ações.

A questão do respeito é demonstrada pela seguinte frase: "Seu direito termina onde começa o meu, e vice-versa". Quanto à responsabilidade, sempre devemos responder por nossos atos. Parece super lógico.





Não deixe uma pequena disputa ferir uma grande amizade.

Quantas boas amizades foram desmanchadas porque não soubemos ter paciência para resolver um pequeno problema... Ponderação e diálogo são as coisas mais importantes para preservar um bom e saudável relacionamento...





Sorria ao atender o telefone. A pessoa que estiver chamando sentirá isso na sua voz.

Bem... isto sempre vai depender do que estivermos fazendo quando o telefone toca...





Case com alguém com quem você goste de conversar. Ao envelhecerem, suas aptidões de conversação serão tão importantes quanto qualquer outra.

Bem... fiz isto há 42 anos, e está dando certo até agora... Sem dúvida alguma, o diálogo é a maior arma para vivermos em paz com quer que seja, seja no casamento, seja nas amizades. Deus nos deu a capacidade de raciocinar e devemos usar muito bem esse dom...




Passe algum tempo sozinho todos os dias. Lembre-se de que o silêncio, às vezes, é a melhor resposta.

Isto é muito importante. Sempre temos que meditar, refletir bastante, para não tomar nenhuma atitude precipitada.


Leia mais livros e assista menos TV.

A TV serve como entretenimento. A base cultural é adquirida através da leitura, sem dúvida alguma. Claro, estamos falando da boa leitura, não de revistas de fofocas.



Em desentendimento, brigue de forma justa, não use palavrões.

Não somente palavrões devem ser evitados. Em caso de algum desentendimento, nunca devemos dirigir palavras ofensivas. Em caso de reconciliação, as mágoas provocadas pelas ofensas são mais difíceis de serem esquecidas.



Não julgue as pessoas pelos seus parentes.

Este é um erro em que muita gente incorre. Por que o pai, mãe ou irmão de alguém cometeu erros em sua vida, não quer dizer que esta pessoa vá fazer a mesma coisa. Maldade, ações delituosas não tem nada a ver com a genética...

Arthur Schopenhauer, filósofo alemão do século XIX da corrente irracionalista.

Arthur Schopenhauer


Arthur Schopenhauer, filósofo alemão do século XIX da corrente irracionalista.

Pensamentos:

A glória é tanto mais tardia quanto mais duradoura há de ser, porque todo fruto delicioso amadurece lentamente.
Arthur Schopenhauer


A solidão é a sorte de todos os espíritos excepcionais.



Arthur Schopenhauer


Quanto menos inteligente um homem é, menos misteriosa lhe parece a existência.


Arthur Schopenhauer



O dinheiro é uma felicidade humana abstracta; por isso aquele que já não é capaz de apreciar a verdadeira felicidade humana, dedica-se completamente a ele.



Arthur Schopenhauer

Nas pessoas de capacidade limitada, a modéstia não passa de mera honestidade, mas em quem possui grande talento, é hipocrisia.



Arthur Schopenhauer

O amor é a compensação da morte.



Arthur Schopenhauer

A riqueza influencia-nos como a água do mar. Quanto mais bebemos, mais sede temos..



Arthur Schopenhauer
A arte é uma flor nascida no caminho da nossa vida, e que se desenvolve para suavizá-la.



Arthur Schopenhauer


Quanto mais elevado é o espírito mais ele sofre.



Arthur Schopenhauer


Toda a nação troça das outras e todas têm razão.



Arthur Schopenhaue
A nossa felicidade depende mais do que temos nas nossas cabeças, do que nos nossos bolsos.



Arthur Schopenhauer

Do mesmo modo que no início da primavera todas as folhas têm a mesma cor e quase a mesma forma, nós também, na nossa tenra infância, somos todos semelhantes e, portanto, perfeitamente harmonizados.



Arthur Schopenhauer


A honra cavalheiresca é filha da arrogância e da tolice.



Arthur Schopenhauer

Quando a felicidade se apresenta devemos abrir-lhe todas as portas porque jamais foi considerada inoportuna.



Arthur Schopenhauer


As pessoas comuns pensam apenas como passar o tempo. Uma pessoa inteligente tenta usar o tempo.



Arthur Schopenhauer


Certamente a vida não existe para ser aproveitada, mas para ser suportada e despachada... De fato, é um conforto na velhice ter o trabalho da vida por trás de si.



Arthur Schopenhauer

Quem não tem medo da vida também não tem medo da morte.



Arthur Schopenhauer


Sentimos a dor mas não a sua ausência.

Se na hora de uma necessidade os amigos são poucos? Ao contrário! Basta fazer uma amizade com alguém para que, logo que este se encontre numa dificuldade, pedir dinheiro emprestado..



Arthur Schopenhauer

O destino é cruel e os homens são dignos de compaixão.



Arthur Schopenhauer



A virtude não se ensina, como tão pouco o génio.



Arthur Schopenhauer


Casar-se significa duplicar as suas obrigações e reduzir a metade dos seus direitos.



Arthur Schopenhauer



O dinheiro é a coisa mais importante do mundo. Representa: saúde, força, honra, generosidade e beleza, do mesmo modo que a falta dele representa: doença, fraqueza, desgraça, maldade e fealdade.



Arthur Schopenhauer



O maior erro que um homem pode cometer é sacrificar a sua saúde a qualquer outra vantagem.



Arthur Schopenhauer


O destino baralha as cartas, e nós jogamos.

Raul Seixas- Documentário:Procura-se!!!

Só existe UM problema para lançar o filme.


Localizar familiares de 3 músicos falecidos (Maestro Miguel Cidras e outros dois músicos (Dorival Galante e Vladimir Ferregucci) que acompanham Raul nos metais no show da Praia do Gonzaga em 1982.) E saber se o percussionista Sérgio Porto (que acompanhou Raul no I Festival de Rock de Juiz de Fora em 1983) está vivo e onde ele se encontra. Caso seja falecido também, é necessário localizar a família para liberar as imagens em que ele aparece.

Esse é o único senão que está atrapalhando o lançamento, pois o pessoal não está querendo cortar as imagens que esses 4 músicos aparecem.

Uma campanha está sendo preparada para se tentar localizar familiares.

Todo o resto que estão ventilando por aí, não passa de boatos, inclusive a data de lançamento.

É isso.

SPassos

CRD/SA

raulrockclub.com.br 27 jan Sylvio Passos 4

Procura-se familiares dos músicos abaixo.

Procura-se familiares de Vladimir Feregucci.

http://images.orkut.com/orkut/photos/OgAAAOoQfCWhYi-3Ru1elRYiBycTT4WfN_oLGbE37oxzJi9KihWSW2qa3bKE_Xl-0qpvV9jHw6_4-Jl5ZU0_UVtaXMkAm1T1UA3KNQVXP5vrP2ErfVJckZULtHUQ.jpg

Procura-se familiares de Dorival Galante.

http://images.orkut.com/orkut/photos/OgAAAKDCg7g3bFLQPT4dYmJkzfdGhHSDFU5sAV2PlQbtEwV7J3AXszLVHxiL24mlS-YGicH2W4t8VszdXAzr7ncF-LwAm1T1UM3kINNOA-3cI01Xgxhx_OBBT9EG.jpg

Procura-se familiares de Miguel Cidras Rivas e Sérgio Porto.

http://images.orkut.com/orkut/photos/OgAAAJOKXxlwZTwWtvQMyii6giXIxWv0OMFMNT46CryxURYoqWmubkZXN2wjq5FIZ1REC4aVQBR6-Z5oCAxRXqDxa1MAm1T1UNZrMaBjrG22d10KmLK7dxT7aNt_.jpg

DIVULGUE ISSO POR Aí. AJUDE-NOS A ENCONTRAR ESSE PESSOAL.
 
Sylvio Passos


tel. (11) 2948 2983

cel. (11) 8304 4568

Site: www.sylviopassos.com

e-mail: sp@sylviopassos.com

Os fatos prevalecem sobre os documentos.
 
Ok!!!!!

29 de jan de 2011

"Operação Massacre" é estímulo à Comissão da Verdade!!!!

"Operação Massacre" é estímulo à Comissão da Verdade!

Quarta, 26 de janeiro de 2011, 08h22  :

Marcelo Semer
De São Paulo
Doze pessoas são sequestradas na calada da noite pela polícia e submetidas a um fuzilamento sumário por ordem militar.
O ano é 1957 e o país é Argentina, nove meses após a chamada Revolução Libertadora, que depôs Juan Domingos Perón.
O jornalista e escritor Rodolfo Walsh inicia um percurso sem volta quando recebe, casualmente, a informação de existência de um sobrevivente deste fuzilamento.
Walsh passa, então, a usar falsa identidade, muda-se para o bairro dos acontecimentos, e provoca, a partir de suas reportagens investigativas, uma incômoda e, saberemos depois, inócua apuração judicial sobre a barbárie.
"Operação Massacre", o livro que resulta de suas reportagens, é um libelo em busca da verdade escrito como um romance policial. O livro não é apenas uma aula e tanto de jornalismo, mas também uma profissão de fé na coragem.
A mesma coragem que levou Walsh a escrever nos anos 70, uma carta aberta ao regime militar, denunciando atrocidades provocadas pela nova ditadura argentina. Este último escrito, no entanto, não virou romance nem matéria de jornal. Foi calado tal qual o autor. No dia seguinte, Walsh entrou para a longa lista de desaparecidos do regime militar que pretendeu denunciar.
Por todas as suas qualidades intrínsecas, "Operação Massacre", que antecipa o new journalism que faria o sucesso de Truman Capote ("A Sangue Frio") anos depois, deve ser lido com entusiasmo. É eletrizante como romance policial, é interessante como o making of de uma reportagem, é impactante como denúncia dos sistemas policial e judicial carcomidos pela submissão ao poder militar.
Para nós, que estamos na antevéspera da criação de uma Comissão da Verdade, seu relato é nada menos que indispensável.
O exercício do jornalista, na intrincada busca de fontes e na desconstrução minuciosa da história oficial, recheada de incongruências e obscuridades, é, em si mesmo, uma homenagem à verdade.
O detalhismo de Walsh, que chegou a buscar a grade de radialistas da noite dos fatos, para comprovar que o arrebatamento das vítimas se deu antes da lei marcial, descortinou uma a uma as ilegalidades praticadas.
A publicação das reportagens, e depois do livro, todavia, acabou servindo como única forma de reparação às vítimas esquecidas pelo Estado.
Lembrar das vítimas, lançando luz, ainda que tardiamente, às barbaridades que sofreram, é, aliás, um dos objetivos de comissões de verdade.
Por três décadas, temos convivido no Brasil com a opacidade forçada: documentos oficiais sob o manto do segredo, resistência militar ao mero conhecimento dos fatos, ausência de respostas e, em muitos casos, de reparação. Por fim, uma anistia mal interpretada impedindo julgamentos.
Mas a ocultação da realidade não legitima por si só o esquecimento.
A ideia de que é possível construir paz sem justiça, perdão sem verdade, é cada vez menos aceita entre nós. É nítida a sensação de desconforto com os cadáveres ainda insepultos da ditadura militar, que não permitem que a página dessa nossa triste história seja virada - como vem ocorrendo na Argentina.
Recente decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos, à qual o Brasil optou espontaneamente por reconhecer, abriu caminho inclusive para o julgamento dos atos criminosos da ditadura, com base na jurisprudência internacional que refuta anistias em crimes contra a humanidade.
A Corte recomendou expressamente que os fatos sejam apurados sob jurisdição civil, não militar. Os leitores de "Operação Massacre" bem entenderão o motivo.
A edição recentemente lançada pela Companhia das Letras agrega prefácios, posfácios, introduções e epílogos escritos por Walsh, nos quais descreve detalhadamente a construção de sua reportagem e justifica, ao longo do tempo, a mobilidade de suas opções políticas. De um apoiador da Revolução Libertadora à militância peronista e, enfim, membro ativo do movimento montonero nos anos 70.
Pode ser que o escritor de romances policiais não tenha resistido à tentação de transformar-se ele mesmo em detetive na vida real. Mas ao fazê-lo, foi afetado pelo poder transformador da verdade e as nefastas consequências das inúmeras tentativas de ocultá-la.
Como o tribunal da OEA concluiu, ao fim do processo dos desaparecidos do Araguaia, nada mais pertencente à liberdade de expressão do que o acesso à verdade. Ele é irrenunciável, inalienável e imprescritível.
Ler "Operação Massacre" nos faz entender melhor porque reconstruir a verdade sobre o passado é um requisito obrigatório para seguir adiante.
siga @marcelo_semer no Twitter

Marcelo Semer é Juiz de Direito em São Paulo. Foi presidente da Associação Juízes para a Democracia. Coordenador de "Direitos Humanos: essência do Direito do Trabalho" (LTr) e autor de "Crime Impossível" (Malheiros) e do romance "Certas Canções" (7 Letras). Responsável pelo Blog Sem Juízo.

Fale com Marcelo Semer: marcelo_semer@terra.com.br
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais de Terra Magazine.
Origem dos documentos:

Se o Brasil é o pais da impunidade se deve muito a falta da Verdade!Se ainda hoje muitos sem sente impunes ao seus atos imoráis e ilegais se deve ao fato cultural que ninguem do poder é punido!
Na minha cidade contriram uma escola a dois anos e homenagearam um estudante sequestrado pelos orgãos da Ditadura e seu corpo nunca foi devolvido a familia, é bem possivel que seus executores recebam uma boa aposentadoria do governo enguanto sua familia nunca saberá o que de fato aconteceu!