4 de nov de 2007

LOBÃO

Longa Trilha do Lobo

Tendo aprendido violão e bateria na adolescência, aos 17 anos sai da casa dos pais no Rio de Janeiro para se tornar músico profissional, participando de uma peça e em seguida integrando em São Paulo a banda Vímana, ao lado de Lulu Santos, Ritchie, Luis Paulo e Fernando Gama.

A Vímana durou três anos e lançou um compacto.Depois do fim da banda, Lobão continuou atuando como baterista profissional, tocando com Luís Melodia, Walter Franco e Marina. Em 1980 participa da primeira formação da Blitz, saindo do grupo antes do estouro. Dois anos mais tarde grava o primeiro álbum solo, "Cena de Cinema", que começou como uma precária fita cassete que chegou à Rádio Fluminense.

Fez tanto sucesso que a RCA Victor comprou o disco e o lançou comercialmente.Mais tarde forma a banda Lobão e os Ronaldos, que se apresenta em Nova York e lança em 1984 "Ronaldo Foi pra Guerra", com o sucesso "Me Chama".

A banda acabou em seguida e Lobão sumiu por uma época. Volta à cena em 86 com "O Rock Errou", um disco já crítico a respeito da falta de originalidade do rock, e convida Elza Soares para gravar uma faixa. Saem daí sucessos como "Revanche". No ano seguinte, Lobão é preso por porte de drogas e passa um ano na cadeia, onde elabora o disco "Vida Bandida", que faz enorme sucesso.

Quando sai da cadeia passa a freqüentar a Mangueira e se interessar mais por samba e carnaval, e em 1988 seu disco "Cuidado!", misturando samba e rock, não é bem recebido. Nos anos 90 grava outros discos e participa de festivais como o Hollywood Rock, onde foi uma das maiores atrações, e o Rock In Rio II, onde levou uma vaia histórica.

Alguns discos e um acidente de moto depois, passa quatro anos sem compor, apenas estudando violão clássico, remontando à adolescência. Em 95 volta a compor e lança "Nostalgia da Modernidade". Em 1999, em mais uma atitude polêmica, Lobão brigou com as gravadoras e lançou o CD "A Vida É Doce" com uma estratégia inédita, utilizando bancas de jornais, sites da internet e megastores como pontos de venda, numerando os CDs e desvinculando o lançamento das grandes gravadoras.

Entre seus maiores sucessos estão "Vida Bandida", "Vida, Louca Vida", "Chorando no Campo", "Cuidado", "Rádio Blá", "Mal Nenhum" e "Canos Silenciosos".Em 2001, Lobão lança com sucesso o cd “Lobão 2001 – Uma Odisséia no Universo Paralelo”, juntamente com o especial do show exibido pelo canal Multishow, tornando assim a marca Universo Paralelo conhecida e reconhecida no mercado fonográfico como um dos bastiões do sucesso independente no Brasil. Volta a se destacar com agitador cultural lançando, em 2003, a revista “OUTRACOISA”, em parceria com a L&C Editora.

A revista traz participações de grande artistas e pensadores de nossa cultura contemporânea e lança um artista independente a cada número.Seu último CD, “Canções dentro da noite escura”, lançado em 2005, também foi vendido encartado na revista OUTRACOISA.


Lobão - Vida Bandida [1987]

download Lobão - vida bandida[1987]

Lobão - Sob o Sol de Parador [1989]

download Lobão - canções dentro da noite escura [2005]

download Lobão - acústico MTV [2007]

Origem dos documentos:http://sombarato.blogspot.com/search/label/Lobão



Ainda me lembro de um show que ele fez em praça publica em minha cidade no começo dos anos noventa...Tava um cu caracteristico à época ...parecia ate artista da globo ...kkkkk...porém não há dúvidas que Lobão é um dos mais inquietos musicos desse cenário e naum se acomoda com a situação não..agora ele esta com o Partido "PEIDEI" com o eslogam "Mas Não Fui Eu"...óbvia analogia aos nossos representantes principalmente presidentes de altos cargos..como noticiado nos noticiarios sérios ..Roubei Mas não fui eu ...Este é Lobão.....Abraço!

Reciclagem ( Zé Geraldo)

Reciclagem
( Zé Geraldo)
Saí de casa muito cedo
Os trapos na minha sacola
Camisa bordada no bolso
Na mão direita a viola
Principiava o mês de junho
O céu cinzento anunciava o inverno
O peito vazio de tudo
e a mala cheia de amor materno
Meu companheiro
que sai de casa e na vida cai
Com as cacetadas destes anos todos
eu fiquei mais velho que meu velho pai
Os jardins da casa grande
As trancas ficando pra trás
Hoje, depois de algum tempo
eu sei que ficou muito mais
Ficou um sentido de vida
Uma filosofia, uma razão de ser
que a idade impediu de ser vista
e que hoje é a própria razão de viver
Meu companheiro
que sai de casa e na vida cai
Com as cacetadas destes anos todos
eu fiquei mais velho que meu velho pai
A moda na cidade é grande
O medo que é grande também
A corrida do cheque encoberto
O saldo não teve e não tem
Os valores trazidos da terra
enfrentando as cancelas do pode-não-pode
A força falsa de um cartão de crédito
ao invés de um fio de bigode
Meu companheiro
que sai de casa e na vida cai
Com as cacetadas destes anos todos
eu fiquei mais velho que meu velho pai
Este é zé Geraldo...www.zegeraldo.com Abraço