23 de dez de 2006

Saecula Saeculorum

Saecula Saeculorum :

Saecula Saeculorum é uma lendária banda de rock progressivo que foi criada em 1974, no estado do Minas Gerais. A banda era formada por Giacomo Lombardi (piano e voz), José Audisio (guitarras), Bob Walter (bateria), Edson Plá Vieguas (baixo), Juninho (baixo) e, especialmente, pelo renomado violinista Marcus Viana, que depois viria a formar o excelente Sagrado Coração da Terra.Este álbum “Saecula Saeculorum” foi gravado em 1976 e se trata de um trabalho que segue a linhagem do Symphonic Rock com tendências clássicas muito fortes. Os maiores destaques são o violino e o “great piano” executado com bastante virtuosismo.A letras são em português, mas, devido a gravação, muitas pessoas não entendem o que é cantado. Não que a gravação esteja ridiculamente ruim. Dá para se ouvir tranquiliamente todos os intrumentos, bem definidos.A banda acabou em 1977, mas ainda chegou a se apresentar, recentemente, num tributo ao baterista Mário Castelo, porém com uma formação diferente, apenas mantendo Marcus Viana e Giacomo Lombardi.Este trabalho é altamente recomendável para qualquer amante do rock progressivo, tanto pela virtuosidade por parte de alguns integrantes da banda, como também pela curiosidade dos fatos.
Fonte:
House of Progressive
Saecvla Saecvlorvm:
Formado em 1974, participou em 76 do festival Camping Pop, que reunia e revelava grupos da época. No mesmo ano entram no estúdio Bemol para gravar material que posteriormente seria apresentado à gravadora que mostrava-se interessada. Infelizmente foram engavetados devido a divergências quanto ao formato das músicas.
Em 77 a banda encerraria sua atividades. Felizmente, em 96, Marcus Viana, no estúdio Sonhos & Sons, reúne, edita e masteriza digitalmente o material que ainda possuíam e que seria a base da fita demo. O som é considerado como um dos melhores trabalhos da cena progressiva nacional de todos os tempos. Em dezembro de 2003 voltam à ativa e desde então foram 6 concertos. O primeiro deles foi no Festival Rock Minas, repercutindo muito bem. Estabelecida a formação, Mário Castelo, nos deixa tragicamente ano passado. Em sua homenagem foi feito um show contando com ex-colegas. Hoje, Jimmy Duchowny, maestro considerado um dos maiores bateristas de Jazz do país completa a banda. Cd novo prometido para 2007

1- Saecula Saeculorum.
2- Acqua Vitae.
3- Eu Quero Ver o Sol.
4- Constelação de Aquarius.
5- Rádio no Peito.
Download . Email enviado por Antonirock!!!
Banda de vida efêmera e de sonoridade instigante, O Saecula Saeculorum durou pouco mais de 3 anos (74-77) e conseguiu gravar apenas uma fita demo, que virou CD em 96. Liderada pelo violinista, vocalista e tecladista Marcus Vianna (que mais tarde viria a formar o bem sucedido Sagrado Coração da Terra), esta banda mineira soube misturar (e bem) musica clássica, com excelentes arranjos de piano e violino, com o bom e velho rock, bem dentro do progressivo vigente na época.
O disco tem cerca de 30 mins. e várias restrições técnicas, visíveis na má equalização de alguns instrumentos. Mas na verdade isso acaba não fazendo muita diferença, dada a tamanha beleza de certas composições. A faixa título é maravilhosa, com lindo piano de Giacomo Lombardi e belo trabalho de violino e guitarra. Um vocal barroco no meio da faixa mostra o potencial desperdiçado pela industria fonogárfica ao não lançar um disco decente na época. "Acqua Vitae" é uma poderosa música, com maravilhoso piano, de alto nivel para o progressivo nacional em meados de 70.
A valorização do cello e do violino de Marcus Vianna deixam o som do Saecula bem pessoal em relação à outras bandas. "Eu quero ver o sol" é um progressivo intenso, com letra viajandona é boa guitarra. Pra variar, os teclados são maravilhosos (simples e perfeitos). "Constelação de Aquarius" é um instrumental com vocalizações e um duelo violino X piano, seguido de um andamento forte bem dirigido pelo baixo e bateria. Grande faixa.
O disco fecha com "Rádio no peito", um pouco mais convencional que as outras, mas bem elaborada, encerra bem a sequência de clássicos. Dada a dificuldade para recuperar estas músicas e relança-las, o album é mais que sensacional, uma pena realmente não termos oportunidade de apreciar um trabalho mais completo e melhor produzido deste cometa que cruzou os céus das Minas Gerais no final dos anos 70.

Crítica por Rodrigo Guabiraba.

Saecula Saeculorum>:
Giacomo Lombardi / piano.
Jose Audisio / guitars.
Bob Walter / drums.
Edson Pla Viegas / bass.
Marcus Viana / violins.
Juninho / bass.
Mas Que Beleza!!

Um comentário:

Walter disse...

Um dos melhores progressivos nacionais. A perfeita união entre guitarra, piano e teclado. Junta-se a isso um belo violão celo.
Uma obra prima.